26.9.11

Sempre clamei que não sou uma desistente. Mas cheguei a um ponto em que tudo é demais para mim. Não consigo concentrar-me em impor o meu pensamento, em ser independente a nível de tomar decisões, as minhas próprias decisões, e em controlar-me de forma a conseguir assimilar todas estas mudanças.
É muito. Para mim, acho que é muito.
Agora, limito-me a caminhar sem saber se e quando devo parar.
Todos os caminhos me parecem muito difíceis.

1 comentário:

nicolemorais disse...

mas vai aparecer o caminho mais fácil para tu caminhares, e será quando menos esperares, meu amor (L)