21.7.10

Não é mentira.

Hoje não tenho paciência para escrever. Parece mentira, mas juro que é verdade.
Não sei que dizer nem consigo organizar bem as ideias que fluem na minha mente.
E depois de um intenso dia de praia com a família, apetece-me apenas sentar-me e deixar o meu olhar atravessar a janela, em direcção às estrelas e à lua. Sinceramente, este não é o céu mais estrelado que vi, mas encanta-me de qualquer maneira.
Toda aquela imensidão infinita bem lá no alto, que cobre tudo até onde a minha visão alcança, num tom azul escuro diferente, pintalgado de pontinhos brancos, fazem a minha imaginação voar e transportam-me como que para outra dimensão, onde fico a sós com os meus pensamentos. São tantos! E, quando dou por mim, já passaram horas. Horas sem os problemas, as dúvidas, as indecisões que são uma constante na minha cabeça.
Penso demasiado, sinto demasiado, preocupo-me demasiado. Sou assim. E este é o meu escape; é uma fuga de mim própria, daquilo que não consigo mudar. E sabe bem poder libertar-me de tudo aquilo que não posso nem devo acumular no meu peito.
E é com as coisas pequenas da vida que o consigo fazer. São essas que possuem o verdadeiro significado de "Felicidade". E é com elas que me sinto completa.

2 comentários:

nicolemorais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nicolemorais disse...

Às vezes é bom sermos racionais, mas nunca em demasia.
É por seres assim tão autoritária contigo própria que, por vezes, perdes um bocadinho (por mais pequeno que seja) de todos os momentos que vives. Desperdiças um ou dois segundos de felicidade para PENSAR, e não tem de ser, obrigatoriamente, assim!
Sempre que estiveres assim, sem saber que falar, escrever, sentir, acho que fazes bem em entrares nessa dimensão que é o céu. Aquele nosso infinito inatingível é um bom lugar para "morar" por umas horinhas :)
Viaja, deixa o teu peito libertar-se das preocupações, confusões e indecisões mas, principalmente, deixa a tua alma libertar qualquer sentimento triste ou de cansaço, e mergulha na felicidade. Mereces, meu amor.
Mas nunca te esqueças de regressar ;D