20.7.10

Esperando.

Voltei. E, ao voltar, reparei que a minha vida é feita de partidas e de regressos.
Parto sempre que algo não está bem. Parto, mudo e depois regresso. Regresso com uma nova aura; volto com os pés bem assentes na Terra.
Mas, desta vez, ao regressar, tudo me parece igual. Continua tudo na mesma, e eu não sei se é bom ou mau. Mas o dinheiro está apostado no "bom".
Para mim, isso significa que cresci. Agora, uma partida já não significa, necessariamente, uma mudança radical.
Eu continuo a mesma. Continuo a sentir o mesmo. Continuo a pensar em ti, a recordar os nossos momentos; não havia nada que eu precisasse de esquecer ou de mudar.
É estranho. Parti, regressei ao Passado para viver o Presente, ansiando o Futuro. Soa-me estranho. Mas sabe-me tão bem.
E, por agora, aquilo que me liga ao Passado, ao nosso Presente, é o facto de sentir saudades tuas. A falta que me fazes faz-me lembrar o quanto te amo.
Continuo à espera que regresses para mim, porque eu já "regressei" por ti.

1 comentário:

nicolemorais disse...

como tu dizes, e muito bem, uma partida não significa, propriamente, uma mudança. :)
e ele está quase a chegar, quase a regressar para ti. o tempo já está a acabar e já falta muitíssimo pouco para estarem de novo juntos.
não penses que sempre que te fores embora, vais notar diferenças naquilo que sentias, vivias ou vias. há coisas que quando não têm de mudar, não mudam ! :)