2.10.10

Excepções.

Vou correr o mundo inteiro! Vou virá-lo ao contrário!
Vou procurar nas profundezas do mais profundo oceano, vou procurar no cume da mais alta montanha! Vou correr contra o tempo, transformar a noite em dia.
Vou escutar com atenção esta voz que veio até mim. Vou observar tudo o que houver para ver, vou aprender tudo o que me for possível absorver.
Porque eu apenas quero reencontrar o meu "Eu"; para voltar a ser quem fui, outra vez. Para voltar a construir o puzzle que deixei para trás por julgar não ter coragem suficiente para o acabar.
E vou encontrá-lo. Mas não sozinha. E é essa a tua missão: ajudar-me a encontrar o meu porto de abrigo; a apaixonar-me ainda mais! Por ti, pelo amanhecer, pelo pôr-do-sol, pela brisa do mar, pelo som das ondas, pelo chilrear dos pássaros.
Assim, um dia irei conseguir construir um castelo, perto dos meus sonhos, montado bem lá no alto. Irei fazer a tal viagem de caravana que tanto planeio, sem destino certo, sem horários, sem rotinas. Irei passar a noite a contemplar o mar e a lua. Irei rir sempre que me apetecer até não aguentar mais. Irei beijar-te, uma e outra vez, no meio da rua, debaixo da chuva, mesmo sabendo que o amor nunca dura para sempre. Porque a vida é feita de excepções. E eu tenho as minhas.

1 comentário:

nicolemorais disse...

Sem dúvida que este texto...

Espero que te reencontres, meu amor. E sei que este texto não é destinado a mim, mas qualquer coisa que precises, e que saibas que eu posso ajudar, é só chamares por mim. Serei sempre a Sininho, o sinal, a luz que te guiará. Como uma estrela guia! <3