24.2.09

Life sucks, then you die.

DIA 1
"Apenas um pesadelo", repetia para mim própria, vezes sem conta, sem ter a mínima certeza disso. Vagueava no meio de ninguém, no meio de nada, procurando nada, sem perceber nada, sentindo uma sensação de vazio que me consumia por dentro.
Era como se existisse um buraco no meu peito que me impedia de respirar decentemente.
Percorria uma enorme estrada, deserta, que parecia não ter fim. Estava ali sem saber o porquê, procurando algo que desejava mas que não fazia ideia do que era.
Algo me atormentava de uma maneira tão insuportável que eu corria, tentando escapar a essa sensação. Corria para escapar ao mal-estar e para encontrar o que tanto procurava.
Tenho uma vaga ideia do que poderia ser: queria encontrar-te, a ti. Poder ouvir a tua voz, voltar a sentir os teus braços que sempre me envolviam carinhosamente. Poder ouvir a tua respiração e o teu coração bater rapidamente quando a minha cabeça estava apoiada no teu peito.
Queria sentir, de novo, a sensação de ser feliz, coisa que já não sentia há muito.
Percebi, finalmente, que só a poderei alcançar junto de ti.
Mas continuo à tua procura, no meio do nada, e a sensação de perda permanece.

SEMANA 2
A sensação de perda não passa e a saudade torna-se cada vez mais insuportável à medida que o tempo passa. O sonho que já me vem a atormentar há vários dias não sai da minha cabeça, mesmo que eu a abane tentando afastá-lo, como se fosse uma névoa que me bloqueia.
Preciso de estar sozinha, de chorar. Quem sabe as lágrimas não arrastam esta dor para fora do meu peito..

MÊS 3
Ultrapassei o estado de choque e do choro.
Depois de tantos dias a pensar e a chorar, tomei finalmente uma decisão.
A decisão de não poder pensar mais nisto, já que as lágrimas secaram. Mas a ferida continua a existir no meu peito e há momentos em que dói como antes. Mas isso não me impediu de procurar o meu porto seguro. O lugar onde tudo parece bem e onde a dor deixa de corroer o meu peito tão violentamente. Onde consigo sorrir e olhar em frente! Pena não seres tu o causador desse bem-estar. Pena não estares aqui, comigo..

2 comentários:

nicole moraiis disse...

nunca vi um texto tão lindo, tão.. nem tenho palavras bé! o:
q lindo!, magnifico msm!
O MELHOOR! :D :D
sentido, profundo. epá, tão dificil de explicar!
fiquei mesmo boqueaberta meu anjo! (':
amO.tEEE* «333

Ana Barata disse...

E dizes tu que não consegues escrever! Dos melhores textos que já vi. Nunca pares mesmo que o Mundo pare. Bjs @@@@