18.10.10

Ela nunca gostara de estar sozinha.
O silêncio ensurdecedor sempre a torturou.
Mas, com o tempo, vieram as vivências. E essas ensinaram-lhe que a vida nem sempre é feita de gargalhadas e vozes animadas; ela aprendeu que o silêncio é a melhor altura para apreciar um sorriso, perder-se num toque, repetir um beijo, uma e outra vez. É a melhor maneira de absorver o que não queremos esquecer, é a melhor maneira de aproveitar a vida, porque ela passa a correr e as palavras podem ser supérfluas.

1 comentário:

nicolemorais disse...

O silêncio, por vezes, é o nosso melhor amigo. Parece que não, mas ele pode entender-nos . E ajudar-nos mais do que qualquer palavra existente o possa fazer. Há até quem diga, que o silêncio pode ser o nosso melhor amigo.
Eu cá, não acredito muito nisso :p
Não só porque já tenho a minha melhor amiga, como também prefiro indiscutivelmente gargalhadas em alto e bom som, do que um silêncio irritante que paira no ar.
Mas o silêncio pode significar muita coisa ;)